20 julho 2015

Top 5: filmes nacionais

     Fala, galera! Quem aí curte  cinema nacional?

cinema brasileiro

     Eu adoro. Confesso que não são todos os filmes que me agradam, assim como também acontece com o cinema internacional, mas no geral eu costumo adorar filmes produzidos na nossa terrinha e tenho cá meus preferidos. Separei alguns em um top 5, então vem comigo pra conferir!

5º lugar: Cidade de Deus (2002)
Este filme dirigido por Fernando Meirelles e Katia Lund e produzido por Walter Salles já é um clássico do cinema brasileiro. O filme é um drama baseado no livro homônimo do escritor Paulo Lins e retrata a evolução do tráfico de drogas no Rio de Janeiro através dos anos 60, 70 e 80 e a vida dos meninos da favela.


4º lugar: Lisbela e o Prisioneiro (2003)
O filme foi dirigido por Guel Arraes. Trata-se de um romance sertanejo lindo, adaptado de uma peça de teatro homônima de Osman Lins e conta a história de uma mocinha sonhadora, apaixonada por filmes norte americanos e de um malandro aventureiro. Tem uma trilha sonora MUITO incrível que conta com Sepultura, Zé Ramalho, Los Hermanos e muitos outros. Se você ainda não ouviu, faça o favor de clicar aqui e escutar tudinho. 



3º lugar: O homem que copiava (2003)
Dirigido por Jorge Furtado, este drama é ambientado em Porto Alegre e tem como enredo inicial um jovem operador de fotocopiadoras, que um dia decide falsificar notas de 50 reais. A partir daí a história vai se desdobrando, com cenas de tensão, amor...



2º lugar: Bicho de sete cabeças (2001)
O filme for dirigido por Laís Bodanzky e trata-se de um drama pesado, que mostra a realidade das instituições psiquiátricas brasileiras, abordando também a questão das drogas e relacionamentos familiares. 



1º lugar: O Auto da Compadecida (2000)
Mais um filme dirigido por Guel Arraes. Este eu já assisti uma dezena de vezes e nunca me canso! E nunca deixo de dar muuuuitas risadas. É e sempre será o melhor de todos os filmes nacionais da história, em minha humilde opinião. 

O Auto da Compadecida

Ambientado no sertão nordestino, é baseado em uma peça homônima de Ariano Suassuna e mescla humor, drama e aspectos religiosos e culturais da região. João Grilo (Matheus Nachtergaele) e Chicó (Selton Mello) não poderiam ter sido melhor interpretados e são dois dos personagens mais incríveis já inventados. 

O Auto da Compadecida



     E vocês? Quais são seus filmes nacionais preferidos? Conta pra mim aí nos comentários. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário